Palácio da Pena: visita ao interior apenas com data e hora marcada, indicadas no seu bilhete; não existe tolerância de atraso.

Palácio Nacional de Queluz promove visitas guiadas gratuitas ao Pavilhão D. Maria I: Residência de Reis, Rainhas e Presidentes do século XX

06-04-2022

 

Este ano, a Parques de Sintra celebra o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, que se assinala a 18 de abril, com visitas guiadas gratuitas a uma ala muito especial do Palácio Nacional de Queluz. Trata-se do Pavilhão D. Maria I: Residência de Reis, Rainhas e Presidentes do século XX, que durante longos anos permaneceu escondido dos olhares do público e cuja musealização, em meados de 2021, desvendou uma espécie de cápsula do tempo que guarda as memórias dos convidados ilustres da República Portuguesa que ali ficaram alojados entre 1940 e 2004. A pensar nas diferentes preferências do público, estão disponíveis dois horários durante o dia – 10h30 e 14h30 – e dois horários em período noturno – 20h30 e 22h00 – com a lotação máxima de 10 pessoas por cada grupo. A participação na atividade, que tem a duração aproximada de uma hora, requer inscrição prévia.

 

Palco incontornável da diplomacia e da política externa nacionais durante 60 anos; pelo Pavilhão D. Maria I passaram algumas das personalidades que mais influenciaram a história da Europa e do Mundo no século passado. Nesta visita, os participantes são convidados a descobrir os aposentos privados que acolheram figuras como a Rainha Isabel II do Reino Unido; o Generalíssimo Franco de Espanha; o General Eisenhower dos EUA; Sukarno da Indonésia; José Sarney do Brasil; Nicolae Ceausescu da Roménia; o Rei Juan Carlos de Espanha; Samora Machel de Moçambique, François Miterrand de França; os Imperadores do Japão, entre tantos outros.

 

Com esta iniciativa, a Parques de Sintra dá a conhecer uma ala do Palácio Nacional de Queluz que não faz parte do circuito normal de visita do monumento, por ter sido adaptada, no século XX, a residência dos convidados ilustres da República Portuguesa, enquanto o propósito museológico deste palácio-museu é o de mostrar espaços originais do final do século XVIII e princípios do XIX, que invocam a vivência da corte na Real Quinta de Queluz nos últimos anos do Absolutismo. A musealização do Pavilhão D. Maria I foi concluída em 2021, altura em que ficou disponível para visitação com marcação prévia. Já em fevereiro deste ano arrancaram as visitas regulares. No Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, as visitas nos quatro horários já mencionados serão gratuitas, mediante inscrição antecipada no site da Parques de Sintra.

H6A3586┬®PSML Jose╠Ü Marques Silva