Corrida Fim da Europa – 29 de janeiro: cortes de trânsito. Saiba mais  /// Acesso ao Parque de Monserrate: Alteração temporária de trânsito. Saiba mais 

Intervenção na Cascata das Conchas do Palácio Nacional de Queluz

29-08-2022

 

Desde o passado dia 8 de agosto, a Cascata das Conchas do Palácio Nacional de Queluz está a ser objeto de trabalhos de conservação e restauro. Concluída em 1779, esta cascata encontra-se adossada à parede do terraço do Pavilhão Robillion, por baixo da atual esplanada da Cafetaria do Palácio de Queluz. Foi desenhada por Jean-Baptiste Robillion e lavrada numa única pedra de calcário de lioz pelos mestres escultores Filipe da Costa e Manuel Alves. As suas quatro taças conferem ao conjunto o efeito de cascata e aludem a motivos de ourivesaria bastante comuns nas salvas de prata, que remetem para a primeira função que Robillion desempenhou na corte de D Pedro III, em 1749, como discípulo do renomado ourives francês Thomas Germain.

 

Espaço privilegiado de lazer da Corte Portuguesa, os Jardins do Palácio Nacional de Queluz são dos mais importantes jardins históricos europeus e um local de elevado valor paisagístico e patrimonial, cuja conservação e restauro se insere na missão da Parques de Sintra, de salvaguarda e valorização do património cultural e artístico ao seu cuidado. Apresentando, atualmente, a Cascata das Conchas depósitos localizados de concreção calcária escura, que se traduzem no enegrecimento do material pétreo, e, ainda, colonização biológica na parede do fundo e nas taças da cascata, a Parques de Sintra empreende, agora, esta intervenção, com vista a devolver a este importante elemento dos jardins um adequado estado de conservação.

 

Os trabalhos previstos contemplam o registo fotográfico de todas as fases, com vista a avaliar o estado de conservação dos elementos antes da intervenção, no decorrer dos trabalhos e após a sua conclusão; a limpeza geral das superfícies por lavagem a pressão controlada com aplicação de solução de biocida, bem como a lavagem de precisão dos fundos das taças para eliminação de depósitos menos aderentes; a limpeza e eliminação de depósitos concrecionados por ação de micro-abrasão de precisão, testando-se, no processo, vários abrasivos para selecionar o mais indicado; e a limpeza, refechamento e selagem das juntas que apresentem sinais de degradação, ou que ponham em risco a estanquicidade das taças, com argamassa hidráulica hidrófuga. Esta intervenção tem duração prevista de 1 mês e, como é habitual na Parques de Sintra, realiza-se à vista do público, não interferindo com a visita aos jardins do Palácio de Queluz.

Cascata Das Conchas Credits PSML Luisduarte(Resized)