Corrida Fim da Europa – 29 de janeiro: cortes de trânsito. Saiba mais  /// Acesso ao Parque de Monserrate: Alteração temporária de trânsito. Saiba mais 

Parque de Monserrate estreia ciclo de jazz com quatro concertos ao anoitecer

Atualização em 13-09-2022 | Alteração de local de concerto de Afonso Pais, 15/09/2022

 

O concerto “Afonso Pais - O Que Já Importa”, inserido no Ciclo de Jazz em Monserrate, agendado para 15 de setembro sofrerá uma alteração de local face à previsão de chuva para esse dia. Em vez de se realizar no Relvado do Parque de Monserrate, realizar-se-á no Auditório Acácio Barreiros do Centro Cultural Olga Cadaval, em Sintra, (https://goo.gl/maps/i22MxMqmQgQ5skz68) às 19h30.

Bilhetes ainda disponíveis: https://bilheteira.parquesdesintra.pt/evento/jazz-em-monserrate-concerto-afonso-pais-15092022/342/pt

 

09-08-2022

 

Este verão, a Parques de Sintra celebra o regresso em pleno dos eventos culturais com uma novidade na sua programação. Entre 15 e 18 de setembro, o cair da noite no relvado do Parque de Monserrate acontece ao som do jazz. O ciclo “Jazz em Monserrate” estreia-se com um cartaz que conta não apenas com nomes consagrados, mas também com jovens artistas, que vão proporcionar ao público uma viagem pelas diversas correntes do jazz português contemporâneo, numa demonstração de originalidade e de efervescência criativa. São concertos que constituem uma experiência cultural diferenciadora, tirando partido do diálogo entre música, património e natureza.

 

Apostando em artistas reconhecidos, nacional e internacionalmente, pela qualidade e criatividade do seu trabalho, o programa é composto por quatro concertos que são quatro oportunidades de reencontro com a atmosfera idílica do Parque e Palácio de Monserrate potenciada pelo jazz, que é, também ele, um estilo musical que vive do cruzamento e da partilha entre os artistas.

 

O ciclo abre a 15 de setembro com “O que já importa”, que tem na guitarra de Afonso Pais o centro nevrálgico de um concerto cujos temas nascem do blues e desaguam em melodias etéreas, plenas de nostalgia e de mensagens que assumem a forma de mantras. A acompanhá-lo − umas vezes em simbiose, outras em contraponto ao longo das músicas −, um trio de vozes em coro (João Neves, Nazaré da Silva e Maria Luísa) e a secção rítmica com João Hasselberg, no baixo, e João Pereira, na bateria.

 

No dia seguinte, com Tomás Marques Quarteto, vencedor do Prémio Jovens Músicos em 2019, é o saxofone que está em evidência. Tomás Marques, um dos mais destacados saxofonistas da nova geração e autor dos temas da banda, apresenta-se com Samuel Gapp no piano, Rodrigo Correia no contrabaixo e Diogo Alexandre na bateria. O coletivo originário da Escola Superior de Música de Lisboa domina variados estilos nas práticas recentes do jazz, que aborda com originalidade e arrojo.

 

A 17 de setembro, a irreverência de “Dianho”, do guitarrista e compositor André Fernandes, andará à solta em Monserrate, numa evocação do imaginário pagão, ainda muito presente em algumas regiões de Portugal. Este é o mote para composições surpreendentes e eletrizantes, que fundem diversas influências, passando, inclusive, pelo rock. Nesta revisitação contemporânea da ancestralidade, André Fernandes faz-se acompanhar dos saxofonistas José Pedro Coelho e João Mortágua; do contrabaixista Francisco Brito; e do baterista João Pereira.

 

No dia 18 de setembro, Mário Laginha Trio fecha com chave de ouro o ciclo “Jazz em Monserrate”, numa altura em que o grupo formado há cerca de 16 anos lança um novo álbum de originais. Referência do jazz nacional, o pianista e compositor Mário Laginha conta com a cumplicidade de Bernardo Moreira, no contrabaixo, e de Alexandre Frazão, na bateria, também eles músicos consagrados. Juntando as suas influências, dão vida a criações musicais de elevado nível que, abrilhantadas pelo improviso, tocam os píncaros da expressão artística.

 

O ciclo “Jazz em Monserrate” é promovido pela Parques de Sintra e tem produção executiva da Clave na Mão, contando com conceção artística do músico, compositor e maestro Pedro Moreira. O evento conta com o apoio do BPI/Fundação “la Caixa”, da Tranquilidade, da Altice Empresas, como parceiro tecnológico, e da Antena 2 e do SAPO que são media partners.

 

Os bilhetes podem ser adquiridos no site da Parques de Sintra ao preço de 15€ por concerto ou de 51€ para o ciclo completo. Incluem a visita livre ao Parque e Palácio de Monserrate, que abre portas às 18h30, com início dos concertos às 19h30.

Jazz Monserrate Noticia