Acesso ao Parque de Monserrate: Alteração temporária de trânsito. Saiba mais /// Palácio da Pena: visita apenas com data e hora marcada, indicadas no seu bilhete; não existe tolerância de atraso. Saiba mais

Castelo dos Mouros assinala o Dia Internacional da Síndrome de Angelman com iluminação azul

15-02-2022

 

O Castelo dos Mouros voltará a iluminar-se de azul a 15 de fevereiro, Dia Internacional da Síndrome de Angelman, uma data celebrada em vários países com ações de sensibilização, que incluem a iluminação de edifícios públicos nesta cor. Tal como em 2021, a Parques de Sintra associa-se desta forma à iniciativa internacional, que visa chamar a atenção para esta doença rara. O dia é assinalado em fevereiro por ser o mês das doenças raras, tendo sido escolhido o dia 15 porque é a ausência ou a mutação do cromossoma 15 que causa esta doença.

 

A Síndrome de Angelman é uma condição genética rara que afeta uma em cada 20.000 crianças. Manifesta-se desde o nascimento e caracteriza-se por um atraso grave no desenvolvimento psicomotor, ausência total de linguagem verbal, dificuldades grosseiras na marcha e coordenação motora (ataxia), epilepsia, agitação permanente/hiperatividade e perturbações do sono. Em Portugal, já foram identificados cerca de 80 casos. No entanto, tendo em conta a incidência (1:15.000 nascimentos), estima-se que o número real de casos ultrapasse os 500.

 

No nosso país, a comemoração do Dia Internacional da Síndrome de Angelman é dinamizada pela Angel – Associação Síndrome de Angelman Portugal. Além do Castelo dos Mouros, estarão igualmente iluminados a azul outros 25 edifícios e monumentos emblemáticos de 13 concelhos do país.

Mouros Azul