Jazz em Monserrate: Concerto de apresentação reagendado. Saiba mais | Palácio da Pena: visita ao interior apenas com data e hora marcada, indicadas no seu bilhete; não existe tolerância de atraso. Saiba mais

Voluntários plantaram 500 árvores na Tapada do Saldanha em plena Serra de Sintra

27 fev. 2024

No passado sábado, 24 de fevereiro, a Tapada do Saldanha, localizada no coração da Serra de Sintra, acolheu uma ação de plantação de árvores organizada pela ANEFA (Associação Nacional de Empresas Florestais, Agrícolas e do Ambiente) e pelo Santander, com o apoio da Parques de Sintra. Durante a manhã, um grupo de 100 voluntários, constituído por colaboradores do Santander e pelos seus familiares, plantou 500 árvores de quatro espécies que fazem parte do elenco nativo das florestas da Serra de Sintra.

 

Nesta área florestal, a Parques de Sintra eliminou recentemente exemplares de espécies invasoras lenhosas, sobretudo acácias, pelo que esta ação teve como objetivo principal a renaturalização do espaço com recurso a espécies autóctones, nomeadamente carvalho-alvarinho (Quercus robur), medronheiro (Arbutus unedo), castanheiro (Castanea sativa) e sobreiro (Quercus suber).

 

O trabalho que a Parques de Sintra vem desenvolvendo na Tapada do Saldanha integra-se no “Projeto de Renaturalização da Paisagem Florestal da Serra de Sintra”, que assenta, essencialmente, no Plano de Gestão Florestal da empresa. Elaborado para um horizonte de 20 anos (até 2036), tem como principal objetivo implementar, nos cerca de 970 hectares de áreas florestais sob gestão da empresa, um sistema de gestão florestal sustentável, focado na conservação do capital natural e na promoção da biodiversidade.

 

Através do combate às invasoras, de adensamentos com espécies nativas e da implementação de medidas de gestão especificamente pensadas para a conservação de habitats, espécies de flora e espécies de fauna, este projeto concorre de forma significativa para a promoção da biodiversidade autóctone. Paralelamente, há um contributo valioso para os serviços dos ecossistemas, nomeadamente o sequestro de carbono, a preservação do solo e a qualidade da água, que são fatores cruciais para aumentar a resiliência do território face aos efeitos das alterações climáticas.

20240224 105021 Cred ANEFA
20240224 123117 Cred ANEFA

© ANEFA