Acesso ao Parque de Monserrate: Alteração temporária de trânsito. Saiba mais /// Palácio da Pena: visita apenas com data e hora marcada, indicadas no seu bilhete; não existe tolerância de atraso. Saiba mais

Miei Sospiri - Biografias

Teresa Duarte[2513]

TERESA DUARTE | soprano

A soprano Teresa Duarte nasceu em Lisboa, em 1991. Iniciou os seus estudos musicais aos sete anos na Fundação Musical dos Amigos das Crianças, onde estudou violoncelo. Mais tarde, ingressou na Academia de Amadores de Música, onde participou em várias óperas para crianças como solista. Foi no Instituto Gregoriano de Lisboa que concluiu o secundário em música. Concluiu duas licenciaturas em Canto na Escola Superior de Música de Lisboa e no Conservatorium van Amsterdam.

Teresa é membro do Coro Gulbenkian e já colaborou com o Grupo Vocal Olisipo, a Orquestra XXI, o MPMP (Movimento Patrimonial pela Música Portuguesa) e o ensemble Gli Accenti. É membro e cofundadora do Ensemble 258.

Participou em concertos como solista no CCB, Fundação Calouste Gulbenkian, Teatro São Luiz, Theatro Circo, Teatro Aveirense, Cine-Teatro de Alcobaça e De Nationale Opera (Amesterdão).

Catarina Melo[2512]

CATARINA LEMOS E MELO | dir. musical e cravo

Catarina Lemos e Melo nasceu em Lisboa, em 1992. Iniciou os seus estudos musicais com 6 anos de idade, na Academia de Música de Santa Cecília. Licenciou-se na Escola Superior de Música de Lisboa, sob orientação de Ana Mafalda Castro, e, posteriormente, concluiu o Mestrado em Performance na Schola Cantorum Basiliensis, sob a orientação do Prof. Andrea Marcon.

Apresentou-se em diversos recitais a solo, tanto em Portugal, como no estrangeiro, nomeadamente no Centro Cultural de Belém, Palácio Nacional da Ajuda, Palácio Foz, Palácio de Mafra, Casa-Museu Anastácio Gonçalves e Fundação Calouste Gulbenkian.

Em março de 2012, colaborou com a Orquestra de Música Antiga da Escola Superior de Música de Lisboa (ESML) na produção da ópera Paris ed Elena de C.W.Gluck, com récitas no Teatro São Luiz em Lisboa, Cine-Teatro de Alcobaça e Theatro Circo de Braga. Colaborou com a Companhia de Teatro de Almada e a Companhia Nao d’Amores na produção de Nao d’Amores de Gil Vicente, sob a direção de Ana Zamora, entre julho e novembro de 2016, com performances no Teatro Municipal Joaquim Benite em Almada, Teatro Conde Duque em Madrid e no Festival de Segovia.

Em abril de 2019, colaborou com o Concerto Ibérico na apresentação da Paixão Segundo S. Mateus de J.S.Bach, com concertos em Castelo Branco e em Oeiras. Em setembro de 2019, tocou as Quatro Estações de Vivaldi com a Orquestra Metropolitana de Lisboa. Colaborou com as Vozes Alfonsinas num programa de redescoberta de cantigas medievais, no âmbito do Festival de Música em São Roque, em outubro de 2019.

Atualmente é professora de cravo na Escola Artística de Música do Conservatório Nacional. É membro fundador do ensemble Gli Accenti, com o qual se apresenta frequentemente em concerto tanto em Portugal, como no estrangeiro.

3 Julho 06 Final

GLI ACCENTI

Gli Accenti, fundado em 2017 pela cravista Catarina Lemos e Melo, reúne músicos que partilham o gosto pela descoberta e performance da música dos séculos XVII e XVIII. O ensemble foca-se principalmente no chamado Seicento Italiano, período no qual se procurava na música uma relação direta entre a palavra e os afetos [“oratione sia padrona del armonia e non serva”, Claudio Monteverdi].

Apresentou-se diversas vezes em concerto na Casa-Museu Anastácio Gonçalves e no Palácio Nacional da Ajuda. Foi na Casa-Museu que organizou a sua primeira Temporada de Música Antiga, no ano 2019/2020, que contou com a participação de músicos conceituados portugueses e estrangeiros.

Recentemente, participou no in’Musica, Ciclo de Concertos de Música Barroca, no Palácio Nacional de Mafra.