15 de janeiro a 16 de março: encerramento temporário no âmbito do atual Estado de Emergência

Castelo dos Mouros ilumina-se de azul no Dia Internacional da Síndrome de Angelman

No próximo dia 15 de fevereiro, o Castelo dos Mouros vai estar iluminado de azul para assinalar o Dia Internacional da Síndrome de Angelman, atualmente celebrado em mais de 30 países por todo o mundo com várias ações, nas quais se inclui a iluminação de edifícios públicos nesta cor. A Parques de Sintra demonstra assim o seu apoio a esta iniciativa internacional, que pretende sensibilizar a sociedade para esta doença rara e que, no nosso país, é dinamizada pela Angel – Associação Síndrome de Angelman Portugal. Este dia é comemorado em fevereiro por ser o mês das doenças raras, tendo sido escolhido o dia 15 porque é a ausência ou a mutação do cromossoma 15 que origina esta doença.

 

A Síndrome de Angelman é uma condição genética rara que se manifesta desde o nascimento, causando um severo atraso no desenvolvimento cognitivo, motor e psicomotor. As pessoas afetadas pela doença comunicam, mas não falam e apresentam distúrbios de sono, crises convulsivas e incapacidade de coordenação de movimentos.

 

Em Portugal, já foram identificados mais de 70 casos. No entanto, dada a incidência (1:15.000 nascimentos), estima-se que o número real de casos ultrapasse os 500.

 

A nível nacional, além do Castelo dos Mouros, estarão igualmente iluminados a azul outros edifícios e monumentos emblemáticos em Arraiolos, Cascais, Évora, Leiria, Montemor-o-Novo, Portel, Tavira e Vila Nova de Gaia.

Mouros Azul