Acesso ao Parque de Monserrate: Alteração temporária de trânsito. Saiba mais /// Palácio da Pena: visita apenas com data e hora marcada, indicadas no seu bilhete; não existe tolerância de atraso. Saiba mais

Parques de Sintra promove ações de manutenção no Corredor das Mangas do Palácio Nacional de Queluz

09-12-2022

 

No âmbito da estratégia de conservação e valorização do Palácio Nacional de Queluz, estão em curso ações de manutenção preventiva do revestimento azulejar do Corredor das Mangas. Após um levantamento fotográfico prévio, vistoria no local e mapeamento de patologias de todos os elementos, as superfícies azulejares serão objeto de trabalhos de limpeza e proceder-se-á ao levantamento e reassentamento de peças que se encontrem instáveis, à revisão de juntas e a algumas reintegrações volumétricas seguidas de reintegrações cromáticas. Adicionalmente, serão realizadas ações de manutenção das molduras em madeira das janelas – consolidação, substituição de alguns excertos de madeira e acabamento com pintura e douragem dos frisos – e das molduras dos tetos, com vista à consolidação das pinturas dos marmoreados existentes.

 

O Corredor das Mangas é uma sala ampla, de planta retangular, cujas paredes estão integralmente revestidas com azulejos. Os painéis superiores, de azulejos policromos, datam de 1784 e são da autoria de Francisco Jorge da Costa. Exemplos da passagem do estilo rococó ao neoclássico, ilustram as "Quatro estações", os "Quatro Continentes", cenas mitológicas e, nos vãos das janelas, cenas orientais. Na base, foram aplicados azulejos em monocromia, azul sobre fundo branco (pombalinos).

 

Prevê-se que esta intervenção se prolongue até meados de janeiro do próximo ano. Os trabalhos decorrem a par da visitação do Palácio, de acordo com a política “Aberto para Obras”, que permite sensibilizar o público para a importância e complexidade do trabalho de conservação do património, bem como para o investimento humano e financeiro que implica.

Noticia Corredor Das Mangas PNQ Int PSML Jose Marques Silva