Palácio da Pena: visita ao interior apenas com data e hora marcada, indicadas no seu bilhete; não existe tolerância de atraso

Convento dos Capuchos vence Prémio da União Europeia para o Património Cultural / Prémios Europa Nostra 2022

30-06-2022

 

A Comissão Europeia e a Europa Nostra acabam de anunciar os vencedores dos Prémios da União Europeia para o Património Cultural / Prémios Europa Nostra 2022, financiados pelo programa Europa Criativa da União Europeia. Neste ano, marcado pelo 20º aniversário dos mais prestigiados prémios europeus no domínio do património, 18 países europeus foram premiados por 30 projetos excecionais nesta área. Entre os vencedores deste ano está o projeto de restauro do Convento dos Capuchos, em Sintra, na categoria Conservação e Reutilização Adaptativa.

 

Em reação ao anúncio desta distinção, Sofia Cruz, Presidente do Conselho de Administração da Parques de Sintra, fez questão de salientar: “A conquista deste prestigiado prémio europeu deve-se ao empenho e à dedicação de todos os colaboradores da Parques de Sintra. A empresa, integralmente financiada por receitas próprias, continuará a garantir uma gestão de excelência dos valores naturais e culturais que integram a Paisagem Cultural de Sintra, cumprindo a sua missão de recuperação, requalificação, revitalização, conservação e investigação deste património único, permitindo a sua fruição pública e potencializando as suas valências turísticas.”

 

Os vencedores serão homenageados a 26 de setembro, em Praga, durante a Cerimónia dos Prémios Europeus do Património Cultural, que irá realizar-se na recentemente restaurada “State Opera” e contará com participação de Mariya Gabriel, Comissária Europeia para a Inovação, Investigação, Cultura, Educação e Juventude, e do Prof. Dr. Hermann Parzinger, Presidente Executivo da Europa Nostra.

 

Logo que foram conhecidos os vencedores de 2022, a Comissária Europeia Mariya Gabriel afirmou: “Felicito calorosamente todos os vencedores desta edição dos Prémios da União Europeia para o Património Cultural / Prémios Europa Nostra pela excecional qualidade do seu trabalho e pela sua abertura à inovação. 2022 é um ano especial, já que estamos a celebrar o 20º aniversário do Prémio da União Europeia para o Património Cultural, que se transformou no mais proeminente prémio europeu na área do património. Muitos dos projetos premiados traduzem um enorme envolvimento dos jovens e o seu interesse no património, na história e na nossa identidade cultural, particularmente relevante neste Ano Europeu da Juventude. Uma menção especial vai para os dois vencedores ucranianos. A Europa Criativa, que cofinancia estes prémios, defende a promoção da cultura e da criatividade enquanto pilares de sociedades inclusivas e coesas, alicerçadas nos nossos valores europeus fundamentais.”

 

O Presidente Executivo da Europa Nostra, Prof. Dr. Hermann Parzinger enfatizou: “Os vencedores deste ano são exemplos poderosos de como o nosso património restabelece a ligação à natureza, ajuda a criar um sentimento de pertença e de lugar, e é uma peça fundamental no desenvolvimento de uma economia circular que apoie um modo de vida sustentável e inclusivo. Felicito estes excecionais vencedores – profissionais e entusiastas de forma idêntica – pelo seu louvável e essencial trabalho.”

 

Os prémios foram atribuídos por um Júri composto por especialistas em património de toda a Europa, mediante a avaliação independente por parte de Comités de Seleção das candidaturas submetidas por 36 países europeus.

 

Restauro do Convento dos Capuchos

 

Fundado em 1560, o Convento dos Capuchos é um complexo monástico na floresta primitiva de Sintra. O convento foi habitado por frades Franciscanos durante aproximadamente 300 anos e respira devoção espiritual e ascetismo. O local é a simbiose entre uma humilde construção humana e o esplendor natural, onde a arquitetura monástica se aninha entre enormes penedos de granito e a vegetação circundante. Foi abandonado em 1834 e atravessou períodos de ausência total de manutenção antes de ser adquirido pelo Estado Português. Em 2000, a sua gestão passou a estar sob a alçada da Parques de Sintra, uma empresa de capitais exclusivamente públicos criada para salvaguardar e administrar as propriedades do Estado inseridas na paisagem Cultural de Sintra, classificada como Património Mundial pela UNESCO em 1995.

 

Envolvendo uma equipa multidisciplinar, o projeto de restauro, que os visitantes podem conhecer melhor através de uma pequena exposição patente no monumento, focou-se na recuperação de todos os edifícios e dos respetivos elementos decorativos. O processo contemplou a limpeza das características peças em cortiça, profusamente utilizadas no convento para isolamento térmico e como material decorativo e de acabamento. As técnicas tradicionais foram combinadas com soluções inovadoras, como a implementação de um sistema de segurança contra incêndios para prevenir a disseminação de fogos florestais. As condições de acessibilidade foram igualmente melhoradas, através da reabilitação de todos os caminhos e da redução de obstáculos à mobilidade onde tal foi possível.

 

A intervenção foi integralmente financiada pela Parques de Sintra através das receitas geradas pelos monumentos sob a sua gestão que foram objeto de anteriores projetos de reabilitação. Este modelo económico garante a sustentabilidade da gestão do património cultural confiado à empresa.

 

Hoje, o Convento dos Capuchos é motivo de orgulho a nível nacional, regional e local. O convento desempenha um papel importante na memória coletiva da comunidade local e integra a cultura popular, lendas e contos relacionados com o misticismo de Sintra. A reabilitação do Convento dos Capuchos contribui para esta ligação entre os residentes locais e o monumento, e tem um efeito catalisador sobre a reabilitação do património municipal.

 

“A sua localização remota e o mau estado de conservação tornou o restauro do Convento dos Capuchos especialmente desafiante. Não obstante, a Parques de Sintra – Monte da Lua levou a cabo um restauro de elevada qualidade que é um exemplo notável para o património humilde e sensível. O convento restaurado estimula o slow cultural tourism, mais sustentável, ao atrair visitantes para monumentos situados numa zona mais alargada de Sintra”, sublinhou o Júri dos Prémios.

 

 

Cerimónia dos Prémios Europeus do Património Cultural 2022

 

Na Cerimónia dos Prémios Europeus do Património Cultural, que decorrerá em Praga, no dia 26 de setembro, serão também anunciados os galardoados com o Grande Prémio e o vencedor do Prémio da Escolha do Público, selecionado entre os projetos vencedores deste ano. Cada um deles receberá 10 mil euros.

 

Enquanto vencedor de um dos prémios da União Europeia para o Património Cultural / Prémios Europa Nostra 2022, o projeto de restauro do Convento dos Capuchos será candidato ao Prémio da Escolha do Público, cuja votação online decorrerá entre meados de agosto e meados de setembro. Pela segunda vez na história, Portugal terá a possibilidade de arrecadar os dois prémios, depois da dupla vitória, em 2018, do projeto de reabilitação do Jardim Botânico do Palácio Nacional de Queluz, também levado a cabo pela Parques de Sintra

 

A Cerimónia dos Prémios Europeus do Património Cultural será um dos pontos altos da Cimeira do Património Cultural Europeu 2022, que se realiza em Praga, entre 25 e 27 de setembro. Esta Cimeira, que se integra no programa da Presidência Checa do Conselho da União Europeia, é organizada pela Europa Nostra com o apoio da Comissão Europeia.