Pandemia/Alterações nos serviços: funcionamento de algumas Cafetarias e Bilheteiras (consultar Planear a visita) | Parque da Pena: entrada dos Lagos temporariamente encerrada (apenas disponível para saídas do parque)

Cosmopolitismo do barroco português

Noites Queluz Concerto10
Novidade

Local

Sala do Trono do Palácio Nacional de Queluz

Data

13 de novembro de 2021

Hora

21h30

Sinopse e Programa

Cosmopolitismo do Barroco português

A chegada de D. João V ao poder, em 1706, foi a ‘pedra de toque’ de uma grande mudança cultural em Portugal, que no caso da música se traduziu num profundo corte com a tradição herdada. O novo gosto musical, promovido pela rainha Maria Ana de Áustria, instituiu os modelos do Barroco italiano então predominantes por toda a Europa, colocando a música portuguesa estilisticamente au pair com as demais nações. Este concerto percorre a era do rei Magnânimo e estende-se pelas duas gerações seguintes de compositores, alcançando assim a fase final do Antigo Regime. (Bernardo Mariano, musicólogo)

 

PROGRAMA

Carlos Seixas (1704-1762)

  • Sonata em Sol menor, K.49
    • Allegro
    • Adagio
    • Andantino
    • Amoroso
    • Allegro assai

 

Francisco António de Almeida (1702-1755?)

  • Cantata A quel leggiadro volto, para soprano, violinos e baixo contínuo
    • Recitativo A quel leggiadro volto
    • Ária Lascia per un momento
    • Recitativo Torni alle meste luci
    • Ária Da nembi e da procelle

               

Antonio Vivaldi (1678-1741)

  • Sonata em Ré menor, Op.1/12 Rv 63, La Folia

 

António Teixeira (1707 – 1774)

  • Ópera As guerras do alecrim e manjerona
    • Ária Dirá ao Meu Bem

 

Domenico Scarlatti (1685 – 1757) - Charles Avison (1709 – 1770)

  • Concerto Grosso

 

Pedro António Avondando (1714-1782)

  • Oratória Morte d’Abel
    • Ária Questi al cor

 

João de Sousa Carvalho (1745 – 1799)

  • Ópera Alcione
    • Ária Se l’interno affanno mio

 

 

Logos Concerto 6 10

Preçário

Bilhete por Concerto
15 €

Músicos

  • ANA VIEIRA LEITE (soprano)
  • DIVINO SOSPIRO | Violinos I: Iskrena Yordanova; César Nogueira; Gabriele Politi; Lorenzo Gugole; | Violinos II: Elisa Bestetti; Daniela Godio; Raquel Cravino | Violetas: Nuno Mendes; Lúcio Ferreira | Violoncelos: Ana Raquel Pinheiro; Fernando Santiago | Contrabaixo: Paolo Bogno | Teorba: Pietro Prosser | Fagote: Giulia Breschi | Cravo e Órgão: José Carlos Araújo
  • MASSIMO MAZZEO (direção musical)

Produção

  • Parques de Sintra - Monte da Lua
  • Divino Sospiro

Apoios

  • Rede Europeia de Música Antiga
  • EFFE - Remarkable Festival
  • Direção-Geral das Artes
  • Ministério da Cultura
  • Instituto Italiano da Cultura em Lisboa

Media Partner

  • Antena 2

Medidas de segurança COVID-19

Após o início do espetáculo, não é permitida a entrada na sala.

Não será devolvido o valor dos bilhetes por falta de comparência ou atraso.

Outras medidas importantes:

  • Higienização das mãos antes de entrar na sala.
  • Uso obrigatório de máscara.
  • Uso dos lugares atribuídos.
  • Manter sempre a distância mínima de segurança.
  • Respeitar as indicações dos assistentes de sala.

Mais informações

[email protected]
21 923 73 00